Protocolo de Consulta (Indígena)

A Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre Povos Indígenas e Tribais, ratificada e incorporada à lei brasileira em 2004 (Decreto Presidencial nº 5.051), é que garante o direito à consulta livre, prévia e informada dos povos indígenas e populações tradicionais afetados por projetos ou medidas governamentais.

O protocolo de consulta indígena foi elaborado para estabelecer uma boa comunicação com os órgãos governamentais, definindo as regras para um diálogo legítimo e respeitoso e informando aos órgãos como devem ser ouvidos sobre situações que podem afetar a Terra Indígena, seu entorno e seus modos de vida. O protocolo tem como base a organização social dos povos indígenas, onde as decisões são tomadas coletivamente, pelo conjunto de chefes e representantes de todas as aldeias, conversando entre si. Entre outras coisas, o protocolo também visa garantir a tradução para a língua indígena e a boa compreensão das propostas. Além disso, a consulta é organizada em etapas, para que haja tempo suficiente para que os povos indígenas possam decidir sobre os temas, valorizando e respeitando seus conhecimentos, práticas e anseios para o futuro.

Clique no link abaixo para maiores informações:

 http://editor.cotec.ap.gov.br/arquivos_portais/publicacoes/IMAP_fed6df3d25fc2631a22fe7479e0d3702.pdf



NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

IMAP - Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá
Av. Padre Júlio Maria Lombaerd, 2537 - Bairro: Santa RIta - CEP: 68901-283 Macapá - Amapá - - gabinete@imap.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá